Igreja doméstica, igreja domiciliar ou casa da assembleia (em latim: domus ecclesia; pl. domus ecclesiae) era uma residência romana privada (domus) onde se reuniam os primeiros cristãos do Império Romano antes da legalização do cristianismo por Constantino em 313 d.C.

O uso de residências como local de culto aparece já nas epístolas de Paulo de Tarso, como a casa da família de Narciso (Romanos 16:11) ou a casa de Priscila e Áquila (Romanos 16:5; I Coríntios 16:19), no Aventino, onde está hoje a igreja de Santa Prisca.

Durante o século III, as igrejas domésticas eram a principal forma de organização da nascente igreja cristã. Algumas delas foram doadas à Igreja pelos proprietários e ficaram conhecidas como tituli, um termo que está na origem dos modernos títulos cardinalícios. No século IV, já eram vinte e cinco e a eles provavelmente se juntavam outras muitas igrejas domésticas privadas.

Faça um comentário