Momento da Santa Missa do 4º Kairós Macaé. Quinta edição do evento será em 26 de setembro de 2020

A quarta edição do Kairós Macaé, realizada no último sábado (28), no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, teve como tônica a valorização da vida em todos os seus aspectos. Com pregadores reconhecidos em todo o país em suas áreas de atuação, o evento abordou temáticas como o fenômeno do suicídio e a ideologia de gênero, sendo encerrado com Missa e Adoração. Considerado o maior evento católico da região, a data do próximo Kairós já está definida: será no dia 26 de setembro de 2020.

O Ministério Dom Bosco subiu ao palco às 14h, dando início às atividades cantando sucessos de ícones da música católica, como Adriana Arydes, Eliana Ribeiro e Anjos de Resgate. Os integrantes do grupo de São Sebastião do Alto (RJ) animaram o evento durante todo o dia, acompanhando o público nos intervalos entre as palestras, além da participação na Santa Missa e no Momento de Adoração ao Santíssimo.

Ministério Dom Bosco cantou sucessos de ícones da música católica, além de participar da Missa e da Adoração

No auditório do Centro de Convenções, às 16h, Chris Tonietto (deputada federal e advogada católica) palestrou sobre a “Ideologia de Gênero”. O tema sensível e relevante à doutrina e magistério da Igreja foi abordado desde a perspectiva da origem da formação da família e da relação homem-mulher, chegando à atualidade, quando diversos núcleos sociais de poder misturam conceitos conforme conveniências. A palestrante foi parabenizada pelos presentes, sobretudo pela clareza na exposição e pelo arcabouço doutrinário que apresentou.

A jovem advogada católica e deputada federal Chris Tonietto palestrou sobre o tema “Ideologia de Gênero”

As relações de poder também foram objeto da explanação feita por Alexandre Varela, no palco principal do Kairós. Trazendo luz sobre “O impacto dos meios de comunicação nas famílias”, o jornalista afirmou: “O que o mundo precisa hoje não é de grandes profissionais, mas de grandes santos. O mundo precisa de santidade”. Durante sua fala, o coautor do site “O Catequista” abordou também os jogos de poder frutos das relações econômicas e políticas, e destacou que as bases da fé cristã são construídas no seio familiar, de onde saem os valores primordiais para uma vida reta e ética.

O jornalista Alexandre Varela, do site “O Catequista”, palestrou sobre “O impacto dos meios de comunicação nas famílias”

A Santa Missa foi presidida pelo Padre Lício Vale (Diocese de Miguel Paulista/SP), e concelebrada pelos Padres Gleison Lima (Pároco da Santo Antônio), Sérgio Vitorino (Pároco da São José Operário), Ricardo Schuller (Vigário Paroquial da Santo Antônio) e Luis Antônio Fernandes (Pároco da Nossa Senhora das Neves). Diante de uma numerosa assembleia, o Padre Sérgio Vitorino convidou à reflexão durante a homilia.

– Não menospreze a ação de Deus na sua vida. Fale para o Senhor o quanto você quer combater o bom combate e merecer o céu. Não sei se a sua vida está sendo um peso como a daquele rico que conhecemos no Evangelho de hoje, ou como Lázaro, mas Deus te ama apaixonadamente. Por isso ele veio: para a nossa salvação. Não abra mão de Deus, não abra mão do céu, não abra mão da vida eterna que começa aqui – finalizou, expressando gratidão pela realização do evento.

Padre Sérgio Vitorino, da São José Operário, fez a homilia durante a Missa: ” Não menospreze a ação de Deus na sua vida”

Na sequência da Celebração Eucarística, o Padre Lício Vale subiu ao palco para testemunhar sua própria história familiar, falando sobre o fenômeno do suicídio. Reconhecido em todo país, e membro da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção ao Suicídio – ABEPS, o sacerdote possui dois livros que fornecem conhecimento e instrumentos para identificar e prevenir o ato.

– Um suicida não quer tirar a vida, mas se livrar da dor emocional com que não sabe mais lidar. O suicídio é um processo que vai se instalando na vida da pessoa: fenômeno complexo, multifatorial, e tem várias causas. Mas tem também prevenção: o serviço de atenção psicológica e psiquiátrica da cidade, a escuta ativa e a atenção de amigos e familiares – explicou.

Padre Lício Vale subiu ao palco para testemunhar sua própria história familiar, falando sobre o fenômeno do suicídio

A Adoração ao Santíssimo Sacramento, conduzida pelo Padre Luis Antônio Fernandes, encerrou o evento. Louvores e orações foram acompanhados pelo Ministério Dom Bosco, diante de muitos fiéis.

O Padre Gleison Lima, Vigário Episcopal do Vicariato Litoral e pároco da Santo Antônio (paróquia responsável por realizar o evento), agradeceu por mais uma edição do evento.

– Agradeço aos meus irmãos sacerdotes que estiveram presentes – incluindo aqui o Monsenhor Pe. José Luiz Bustamante que atendeu confissões durante a tarde -, aos voluntários, aos participantes, nossos apoiadores, órgãos e instituições municipais, e tantas outras pessoas, amigos que verdadeiramente se uniram a nós para que este dia fosse possível – frisou.

A Adoração ao Santíssimo Sacramento, conduzida pelo Padre Luis Antônio Fernandes, encerrou o evento

O pároco explicou ainda o motivo da ausência do grupo Rosa de Saron, que faria o show de encerramento do 4º Kairós.

– Estamos unidos em oração com nossos irmãos do grupo de Rosa de Saron, que a caminho de Macaé se envolveram em um acidente próximo à cidade de Aparecida (SP), onde fatalmente um peregrino acabou perdendo sua vida. Rezamos pela família e pelo descanso eterno deste homem, que a caminho da Casa da Mãe acabou por chegar à Casa do Pai – disse.

Ao final, a data da próxima edição do Kairós Macaé foi anunciada: o maior evento católico da região acontecerá no dia 26 de setembro de 2020, sendo possível acompanhar todos os preparativos através do site www.santoantoniomacae.com.br e da página oficial do Kairós no facebook (Facebook.com/kairosmacae).

Texto: Nathália Brígida/Pascom Santo Antônio
Fotos: Pascom Santo Antônio

Faça um comentário